Chamada para a rede fixa nacional

Farinhas

Uso doméstico | Uso industrial

Processo de moagem

As matérias primas mais comuns para obtenção de farinha são os cereais trigo, centeio e milho.

Nos nossos primórdios o homem começa por esmagar os grãos de trigo com pedras. Depois constrói moinhos e usa animais, o vento ou a água para os fazer girar. Mas hoje a farinha é obtidas por meios mecânicos bastante avançados e complexos.

Hoje, um moinho moderno pode moer  meia tonelada de grão por dia e é instalado num edifício com vários andares.

O processo de moagem pode divertir-se em 2 técnicas diferentes podem ser divididas da seguinte forma: moagem em mó ou moagem em cilindro.

O processo de moagem por cilindro tem vindo a substituir o tradicional processo por mós. Tal facto deu-se, não apenas pela vantagem de permitir a obtenção de uma farinha com uma maior percentagem de extração, isto é, farinha mais branca, mas também, por ser financeiramente mais interessante e por responder a um mercado mais amplo – o pão branco era sinónimo de qualidade, era o pão dos nobres e dos ricos.

No consiste o processo de moagem de cereais

Os cereais são sementes, e a moagem não é mais que a separação dos três elementos que compõem as sementes : o gérmen, o endoesperma e a cobertura protetora que originará o farelo.

O endoesperma é o responsável pela farinha e normalmente representa 75 a 85% do peso total. Do gérmen extrai-se o óleo de gérmen que é utilizado em culinária. Resta o farelo que é vendido para ração para animais.

Diferentes tipos de farinha

Branca

Contém endoesperma

Integral

Obtida através da moagem de todo o grão (farelo + gérmen)

Para que é usada a farinha

A farinha obtida através do processo de moagem é o ingrediente base na nossa alimentação. Está presente no pão, bolos, cereais, bolachas, massas e muito mais.